Roberto Apolinário Saraiva

O idealizador da Embrapa Uva e Vinho

Se a Embrapa – Uva e Vinho, com sede em Bento Gonçalves, existe hoje, foi, em grande parte, graças ao empenho de seu primeiro chefe, o doutor em Enologia, Roberto Apolinário Saraiva, que lutou bravamente para que a unidade fosse criada no município. Com formação em Engenharia Agrônoma e título de Doutor pela Universidade de Bordeaux, ele foi o idealizador da unidade, participando de forma decisiva na sua implantação e no desenvolvimento de projetos de pesquisas voltados a padronização da cultura da uva e do controle de qualidade na produção do vinho.

Descendente de europeus radicados no Rio Grande do Sul nasceu em 24 de dezembro de 1932, na cidade de Rio Grande.  Filho de Walmirante Rodrigues e Iracema Tilscher Saraiva, desde a infância nutria interesse pelas uvas e vinhos. Estudou Engenharia Agrônoma na Universidade Federal de Viçosa (MG), onde conheceu e manteve laços de amizade com o engenheiro agrônomo e professor Jaime Fernandes, que colaborou pelo seu interesse em vitivinicultura. Foi por intermédio do professor, que ele teve sua primeira atuação profissional na área, como chefe da Sub Estação Experimental de Enologia em Videira (SC). Era junho de 1962 e Roberto dava os primeiros passos no setor. Em menos de um ano, ele foi transferido para a Estação Experimental de Enologia de Bento Gonçalves. Começava ali a sua verdadeira vocação vitivinícola.

Clique aqui e leia a reportagem completa

 

Por Danúbia Otobelli

 

Roberto 3

Em 1980, durante a Fenavinho, o chefe Roberto Saraiva apresenta a maquete de construção da Unidade da Embrapa de Bento Gonçalves para o então presidente João Figueiredo.
(Foto/Arquivo Familiar)