Amyntas de Assis Lage

O norteador da Escola de Enologia

Em 22 de outubro de 1959, sob a Lei Federal n° 3.646, foi criada a Escola de Viticultura e Enologia, em Bento Gonçalves. Com as bênçãos do Ministério da Agricultura, o instituto de ensino tinha como objetivo preencher uma lacuna no segmento vitivinícola, agrícola e agroindustrial da principal região produtora de uvas e vinhos do Brasil.

A Escola começou a funcionar efetivamente em 1960, tendo como primeiro diretor o professor Amyntas de Assis Lage. Mineiro, ele possuía uma vasta experiência e conhecimento em vitivinicultura e veio a contribuir para o desenvolvimento educacional e tecnológico. Tinha formação na França e já havia dirigido estações experimentais em Minas Gerais. Era amigo pessoal do presidente Juscelino Kubitscheck e isso lhe credenciava para assumir a direção da escola. Teve permanente aprovação do setor, formando profissionais técnicos em agropecuária, agricultura, agroindústria, zootecnia, informática e enologia. O professor Amyntas, como era conhecido, é o personagem vitivinícola deste mês do jornal A Vindima.

 

Leia a matéria completa sobre o professor Amyntas de Assis Lage na edição imprensa do jornal A Vindima ou na edição digital em http://editoranovociclo.com.br/publicacoes/A_Vindima