Cuidado na hora de escolher o seu colchão

Ter um sono tranquilo é fundamental para uma vida saudável e o colchão tem grande influência sobre isso

Página 22 saúde

 

Especialistas afirmam que um sono tranquilo depende dos hábitos do dia, como consumir menos cafeína, alimentar-se bem, não fumar, enfim, levar uma vida regrada e saudável. No entanto, escolher a cama e o colchão adequados à sua necessidade – peso, altura, material, espaço –, é fundamental na qualidade do sono. Um terço da sua vida é gasto dormindo, sobre o colchão, por isso, prestar atenção onde você passa a noite é fundamental para evitar dor nas costas e problemas de saúde. Cuidar do travesseiro e da posição em que você deita também é importante para evitar malefícios como sonolência durante o dia, queda na produtividade no trabalho, mau humor, ganho de peso, irritabilidade, cansaço, fadiga crônica entre outros problemas.
Segundo o especialista Valdemir Alves, que atua na área da Quiropraxia, principalmente em tratamentos para a coluna, a Serra Gaúcha é uma região que possui um hábito considerado do Ocidente. “Isso quer dizer que o comportamento normal é se preocupar com a doença quando nos sentimos doentes e só então passamos a investir para curar e remediar a enfermidade. No Oriente se busca sempre prevenir esses problemas, e dormir em um colchão de qualidade é um exemplo disso”, assegura. Quando dormimos, nosso corpo exerce pesos diferentes sobre o colchão – quadris e ombros fazem mais pressão e por isso é comum que o colchão se deforme nos locais onde essas partes do corpo geralmente ficam, causando grandes desconfortos durante a noite. Pessoas obesas também precisam levar em conta materiais com mais qualidade e durabilidade.
Uma boa postura na hora de dormir é um hábito que deve ser incentivado desde a infância, prevenindo problemas futuros que podem ser acarretados por noites mal dormidas ao longo da vida. “Dormir em um local correto, com postura adequada, proporciona uma fisiologia corporal apropriada a tudo aquilo que vai desenvolver o corpo físico e a estrutura óssea. Neste tocante, o dormir bem depende ainda de produtos de qualidade que se adaptam ao corpo”, acrescenta Alves. Além dos materiais tradicionais como látex, espuma, molas, viscoelástico, entre outros, existem opções um tanto inusitadas que são inseridas às múltiplas camadas de colchões mais personalizados como ímãs (ajudam na circulação) e pedras de infravermelho (atuação e relaxamento em células inflamadas).

Descanso do corpo

Para os produtores rurais, que diariamente se dedicam em tempo integral a atividades de esforço físico, ter uma boa noite de sono é fundamental para o descanso do corpo – existem até colchões com massageadores que ajudam nesta tarefa –, caso contrário os sinais começam a ser percebidos ao longo do dia com mal estar, cansaço mesmo após acordar e sonolência durante o dia. Esses são sinais de que pode estar chegando a hora de você trocar seu colchão. “Entre as vantagens de investir em um colchão de qualidade está a melhora na circulação sanguínea, na pressão, no diabetes, melhor retorno até nos remédios e na recuperação de procedimentos médicos. É importante lembrar que simplesmente dormir o fizemos em qualquer lugar, mas reestabelecer a sua energia e acordar para ter um dia inteiro de energia, disponibilidade, saúde e bem estar é muito diferente. Muitas vezes passamos o dia indispostos e não sabemos por que, a resposta está na noite mal dormida”, aponta Valdemir Alves.

Como escolher o melhor colchão

Assim como acontece com as roupas, é preciso experimentar o colchão antes de levá-lo para casa. Verifique sempre o tipo adequado para o seu peso e altura. “Quando dormimos, relaxamos e perdemos o controle sobre as posições do nosso corpo e, por isso, é fundamental escolher um produto que se molde a você”, explica a reumatologista Suely Roizenblatt, do Instituto do Sono de São Paulo. No momento de escolher o colchão, observe se sua coluna permanece alinhada sobre o produto, não pode haver dor nos quadris, ombros, coluna, lombar ou cervical. A bacia também não deve ficar nem muito afundada nem levantada. “Colchões de mola possuem mais firmeza e permitem o alinhamento central da coluna vertebral”, explica a reumatologista. Já os de espuma são mais flexíveis e têm durabilidade menor. “Depois de um tempo de uso, forma-se um ‘buraco’ central que oprime a coluna e obriga a pessoa a se adaptar ao colchão e não o contrário”, alerta.
Atualmente no mercado existe uma infinidade de tipos de colchões, o que dificulta um pouco a escolha de qual comprar. Um deles é o colchão de mola ensacada. São colchões confortáveis e muito utilizados. São feitos com molas helicoidais e cada mola é ensacada individualmente. Isso garante uma durabilidade muito maior e evita que elas saiam para fora do colchão. É indicado para casais. Também existem os colchões de mola bonnel, que é mais econômico. Ao contrário das molas ensacadas, esse tipo de colchão possui molas interligadas entre si. Por este motivo, não é indicado para casais, uma vez que é mais sensível ao movimento e se um se mexer o outro lado do colchão também mexe.
Uma opção que está crescendo em popularidade é o colchão com espuma de memória. Eles são feitos de camadas de diferentes densidades de espuma que respondem ao peso e à temperatura, e são conhecidos para o conforto porque contornam com a forma específica do seu corpo. A espuma utilizada é viscoelástica – esse produto ficou muito conhecido com os travesseiros vendidos como da ‘NASA’. Uma informação importante é que esse tipo de colchão é muito sensível à temperatura, então se você sente muito calor à noite é melhor não escolhe-lo. Colchões de látex também proporcionam alto conforto em material que se adapta facilmente ao corpo. São indicados para pessoas alérgicas, uma vez que tem tratamento contra fungos, ácaros e bactérias. E, por último, o colchão de espuma, o mais vendido no Brasil. Por serem feitos somente de espuma são mais baratos que os anteriores, porém têm uma vida útil menor, pois a espuma tende a deformar.

Nas lojas especializadas você pode conferir uma tabela conforme a densidade do seu corpo (peso e altura). Vale a pena levar em conta estes quesitos para garantir uma noite tranquila de sono.

Fonte: Associação Brasileira da Indústria de Colchões.

Crédito fóto: www.colchoesonline.blogs.sapo.pt