Encontro Internacional da noz-pecã ocorre em 2018

Comissão organizadora já está criada e planeja unir os produtores da especiaria no município de Anta Gorda

Página 2

A comissão organizadora do Encontro Internacional da noz-pecã, a ser realizado nos dias 25 e 26 de abril de 2018, em Anta Gorda, já está criada. Os nomes foram definidos durante reunião do Comitê Gestor da Câmara Setorial da Noz-Pecã, que ocorreu em novembro na Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação (Seapi). O grupo será formado pelo prefeito de Anta Gorda, Celso Casagrande, e pelos membros permanentes do Comitê Gestor da Câmara Setorial da Noz-Pecã.
Durante a reunião, foram abordados ainda temas como o cadastramento de viveiros para comercialização de mudas de nogueira-pecã, os quais já estão listados na página do Pró-Pecã no site da Seapi (www.agricultura.rs.gov.br/pro-peca); e o registro de produtos fitossanitários para controle dos pomares da cultura, por vias de inclusão da nogueira-pecã em um agrupamento de culturas com suporte fitossanitário insuficiente, ou ‘minor crops’.

 

Estiveram presentes, além do prefeito de Anta Gorda, Celso Casagrande; o ex-prefeito do município, Neori Dalla Vecchia; e os membros do Comitê Gestor da Câmara Setorial da Noz-Pecã: a professora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Marília Lazarotto; o pesquisador da Embrapa Clima Temperado, Carlos Roberto Martins; o representante da Emater/RS-Ascar, Antônio Conte; o coordenador técnico da Câmara Setorial da Noz-Pecã, Paulo Lipp; o também representante da Câmara Setorial da Noz-Pecã, Raul de Lara; o representante dos Videiros Pitol, Julio Medeiros; o representante da Pecanita, Jaceguay Barros; e Edson Ortiz, da Divinut.