Safra de ameixa em Caxias do Sul deve chegar a 8,5 mil toneladas

 

A safra de ameixa em Caxias do Sul deve chegar a 8,5 mil toneladas em 2019. No ano passado, esse número não bate as oito mil unidades. Conforme dados do Censo Agropecuário, no Município existem 701 hectares de área plantada em 436 propriedades. As variedades que estão sendo colhidas na região são a fortune, mais conhecida como italiana, e a letícia. A colheita ocorre de dezembro a fevereiro e neste momento os produtores colhem o fruto do tipo letícia.

 

Segundo José Taiarol, engenheiro agrônomo da Secretaria Municipal da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Smapa), a fruta sempre é colhida em várias etapas. “A colheita é realizada em três ou quatro etapas e o agricultor sempre colhe as frutas mais maduras. Alguns pomares estão um pouco atrasados, mas a qualidade está excelente”, elogiou. A ameixeira é uma planta de clima temperado, que precisa de invernos frios, primaveras amenas e verões quentes para favorecer a sanidade e a coloração dos frutos.

 

Claúdio Jerônimo Celeki, 62 anos, morador de Vila Oliva, produz verduras como brócolis, alface e pimentão, além de colher duas toneladas de ameixa por ano. Celeki ressaltou a qualidade da safra. “A ameixa é um produto bem fácil de cultivar, basta ter um bom adubo e vontade para trabalhar. Os frutos estão excelentes”, resumiu.

 

Saiba mais

A variedade italiana tem maior resistência à doenças foliares, enfermidades que atingem a folha da ameixa como a xanthomonas (bactéria que provoca ressecamento e perfuração na folha) e a antracnose (patologia originária de fungo que provoca manchas irregulares no centro da folha). O fruto é médio e vermelho com maturação em meados de dezembro. Já a variedade letícia tem cor vermelho vivo, polpa amarela e caroço solto.

 

Colheita da fruta ocorre entre dezembro e fevereiro, dependendo da variedade Foto: Ruan Alves